Pular para conteúdo
Victor Magalhães
vhfmag@protonmail.com
ele/dele
Disclaimers Aqui não há lugar para o ódio. Este espaço está em defesa das mulheres, da população negra, indígena, pobre, LBGTTIQ, imigrante, muçulmana, judia, refugiada e todas as pessoas sob ataque. #SomosTodasAntifascistas

Apoia o atual presidente? Você não é bem vindo, fascista. Saia 👋🏾

Espécies estão sendo extintas; cidades, afundadas; já está faltando comida. Mas ainda dá pra fazer algo contra a catástrofe climática:

Neoliberalism has conned us into fighting climate change as individuals

Se você não está convencido de que não vamos salvar o planeta agindo individualmente, leia o texto.

Enquanto os incentivos de indivíduos, empresas e governos apontarem para soluções que agridem a biosfera e o nosso futuro por serem mais baratas, fáceis ou rápidas, assim será. É assim que nossa sociedade liberalista opera: agentes são livres pra tomar suas decisões e o fazem de acordo com o que mais os beneficia (em outras palavras, de acordo com os incentivos que tem), ainda que não exatamente da forma como preveem análises mais simplistas, como o Homo economicus da economia ou a teoria de jogos.

O paradigma do liberalismo trouxe consigo uma produtividade sem precedentes, mas acredito que, enquanto seguirmos nele (e ele terá fim, já que não estamos no fim da história), caberá a nós, enquanto sociedade, ressignificar produtividade para algo que nos seja coletivamente benéfico, de forma a não limitar os avanços à economia e ao capital, mas também à sustentabilidade e, por que não, às artes, à filosofia, ao conhecimento, ao bem social e a outros fins mais nobres do que os atuais.