Pular para conteúdo
Olá 👋🏾, eu sou

Victor Magalhães

Pronomes:
ele/dele.

Desenvolvedor de Salvador, Brasil com 2019 anos de experiência em front- e back-end.

[email protected]
Disclaimers Aqui não há lugar para o ódio. Este espaço está em defesa das mulheres, da população negra, indígena, pobre, LBGTTIQ, imigrante, muçulmana, judia, refugiada e todas as pessoas sob ataque. #SomosTodasAntifascistas

Apoia o atual presidente? Você não é bem vindo, fascista. Saia 👋🏾

Espécies estão sendo extintas; cidades, afundadas; já está faltando comida. Mas ainda dá pra fazer algo contra a catástrofe climática:

The billionaire’s typewriter

Em resposta a morte às máquinas de escrever, escrito por um designer do Medium, Matthew detona a empresa (ou o silo, ou o jardim murado) pelas decisões técnicas que tomou, limitando a liberdade do usuário e deliberadamente o retendo dentro da plataforma.

O autor, que já tinha criticado alguns vícios tipográficos que herdamos das máquinas de escrever, demonstra as vantagens que ela tinha e o seu trade-off fundamental: liberdade às custas do design. Também ressalta que ela o faz por limitações técnicas, não por escolha deliberada de seu fabricante. Já o trade-off é: conveniência às custas da liberdade (aqui se fala na liberdade do escritor de decidir onde e com que design e tipografia o seu conteúdo será exibido, entre outros).

Whereas the traditional typewriter offered freedom at the cost of design, the billionaire’s typewriter offers convenience at the cost of freedom.

A máquina de datilografar do bilionário é o Medium, empresa do bilionário Evan Williams, um dos fundadores do Twitter.